Páginas

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

CULTIVE MORANGOS SILVESTRES


“Nossa relação com as pessoas consiste em discutir com elas e criticá-las. Isso que me afastou, por vontade própria, de toda minha vida social. Tornou minha velhice solitária. Sempre trabalhei muito, e sou grato por isso. Tenho um filho que também é médico e mora em Lund. Foi casado durante anos mas não teve filhos. Minha mãe ainda vive e, apesar da idade, é uma pessoa ativa. Minha esposa Karin morreu há muitos anos. Talvez devesse acrescentar que sou uma pessoa meticulosa, e isso cria problemas com as pessoas ao meu redor e comigo mesmo. Meu nome é Eberhard Isak Borg, e tenho 78 anos. Amanhã receberei o título honorário na Catedral de Lund.”

domingo, 25 de agosto de 2013

sábado, 24 de agosto de 2013

NÃO AO REFRIGERANTE

Não sei, parece que é uma daquelas mudanças de paradigma que tentamos evitar por ser "normal", mas que depois percebemos, um bom tempo depois, que era necessário, inevitável e que foi melhor assim.

É uma tendência forte, que apenas vem em concordância com a tendência de vida saudável, qualidade de vida e bem estar, cada vez mais pessoas resolvem por livre e espontânea vontade deixar de tomar refrigerante. Por livre e espontânea vontade mesmo, já que a maioria das pessoas ainda consome e defende a bebida.

Os maiores agravantes do consumo do refrigerante são:

  • não tem nenhum valor nutricional; 
  • uma lata contém 100% do açúcar indicado para um dia; 
  • uma lata contém mais de 100% do sódio indicado para um dia; 
  • contém muita cafeína causando aumento da pressão; 
  • afeta estrutura e desenvolvimento dos ossos e dentes. 


Sim, ainda é a segunda bebida mais consumida no mundo, ainda é popular pra caramba, e comparada com diversas bebidas ainda é mais barata. Mas o mais importante é que o refrigerante ainda é o mais prejudicial a saúde.

I drink to that!





Aqui matéria e infográfico sobre a quantidade de açúcar nos alimentos.
Aqui um infográfico interativo sobre a quantidade de sódio de cada bebida.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

COMÉDIA ROMÂNTICA

Há uma teoria muito recorrente de que as comédias românticas são culpadas por 9 em cada 10 decepções amorosas, pois é projetado desde muito cedo nessa sua cabecinha (?!) que o amor da sua vida pode cruzar com você a qualquer momento, que isso acontece com todo mundo, no final sempre da certo e se você não esta feliz é porque ainda não é o fim, que seu par vai ser espontâneo, apaixonadamente desavergonhado, extravagante, capaz de parar aviões, desistir de grandes oportunidades, viagens, dinheiro, carreira e um relacionamento infeliz pra ficar com você e ser feliz para sempre.


Em parte essa teoria tem razão, depois de um tempo todo mundo cai na real, nunca acontece assim. Você morre de amores sozinho, nem sempre há disponibilidade da outra parte, ou vontade, tem traição, drama, choro e nem sempre acaba bem ou com todos felizes.

Alguns argumentam que essas comédias são tão ficcionais quanto qualquer outro filme e, assim como os outros, cada um absorve e acredita no que quiser. É um argumento válido, mas não há como desconsiderar o quanto esses filmes estão no nosso cotidiano, são produzidas muitas comédias românticas no mundo anualmente, e a maioria, devido seu roteiro café com leite e sua classificação livre, vão parar na TV aberta, TV por assinatura e serviços de filmes online, massificando esse gênero.

Mas como ponto positivo para esse gênero temos seus representantes mais reais, comédias românticas sem os enormes clichês sobre relacionamentos, sem sentimentalismo barato e ações exageradas, são filmes com pessoas sem equilíbrio emocional, despreparadas, céticas, que não querem ter filhos ou casar, machucadas ou receosas, inseguras, cheias de defeitos e que um dia cruzam com alguém que as faz repensar sobre tudo isso, e as vezes alguma coisa muda, as vezes nãoSão cada vez mais, tem algumas atuais, outras nem tanto, entre elas:


(500) Dias com ela ((500) Days of Summer, 2009)


Solteiros com filho (Friends with Kids, 2011)


A Garota Ideal (Lars and the Real Girl, 2007)


Juno, 2007



O Diário de Bridget Jones (Bridget Jones’s Diary, 2001)


Amor sem Escalas (Up in the Air, 2009)


O Fabuloso Destino de Amelie Poulain (Le fabuleux destin d'Amélie Poulain, 2001)

sábado, 3 de agosto de 2013

#3 LINKS DA SEMANA


Buzz Lightyear era ainda mais Pixar!


OS PRIMEIROS ESBOÇOS DE PERSONAGENS FAMOSOS
Personagens famosos em seus primeiros e, na maior parte das vezes, diferentes rabiscos.

QUEIMOU A LÂMPADA
Uma verdadeira lição sobre lâmpadas.

Luminárias diferentes dão um toque especial para a sua casa
E alguma inspiração na hora de trocar as lâmpadas.

Carta para o meu chefe: o dia em que descobri os benefícios da sua incompetência
Porquê o seu chefe pode ser o melhor!

A “BONITA” VOZ DA MISS ARKANSAS
Se acha que sabe cantar não começa com I Am Telling You I’m Not Going do musical Dreamgirls.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

10 DICAS SOBRE TRABALHO PARA INICIANTES

Sejam obrigações da empresa ou deveres do empregado, algumas das questões mais frequentes e relevantes:
  
1) Experiência: o período de experiência de 90 dias é corrido, ou seja, não são três meses (que podem variar na quantidade de dias 28, 29, 30, 31) mas sim 90 dias contados ininterruptamente.  O período de experiência pode ser também de apenas 45 dias, podendo ser estendido por mais 45 dias. 

2) Carteira Assinada: a carteira deve ser assinada desde a experiência e deve sempre permanecer o menor tempo possível com a empresa, afinal ela é sua. 

3) Hora Extra: a hora extra deve ser paga sempre que você ultrapassar as 220 ou 200 horas semanais, 6 ou 8 horas diárias, de trabalho, em dia de semana paga-se 50% sobre o valor da hora normal e aos domingos e feriados 100%.  

4) Banco de Horas: o banco de horas é um sistema que substitui o pagamento de horas extras, no qual suas horas são acumuladas para serem trocados por folgas, por exemplo, você acumulou 8h45min então você já pode tirar um dia de folga e ainda fica com um saldo de 45 minutos em seu banco de horas, se sua jornada for de 8 horas. 

5) Férias: você só tem direito a férias decorridos 12 meses de seu ingresso na empresa, chamando de período aquisitivo. Depois disso você ainda tem o período de mais 12 meses para tirar férias, que deve ser em período acordado com a empresa. Então nada de começar a trabalhar pensando em descanso. 

6) Venda de férias: só podem ser vendidos 10 dias de férias, independente dos dias e não precisam ser ininterruptos, mas como regra da CLT, o empregado tem que tirar em seu mês de férias no mínimo 10 dias de descanso ininterruptos. 

7) Descanso Semanal Remunerado: graças ao artigo 67 da CLT temos garantido o domingo como dia de descanso pago, ou descanso semanal remunerado, a CLT elegeu o domingo, salvo algumas exceções.  

8) 13º salário: o decimo terceiro salário é calculado a partir da quantidade de meses que você trabalhou do ano atual, ou seja, se você entrou na empresa no mês de maio, com um salario base de R$ 1.000,00 você irá receber por volta de R$ 666,66 (bruto, não considerando os descontos, INSS, IRRF, Pensão Alimentícia) de 13º (1.000%12x8). 

9) Descontos: falando em desconto, a empresa pode descontar até 30% do seu salário, incluindo impostos, compras, vale transporte entre outros, pois o legislador entendeu que um desconto acima desse percentual pode afetar a sobrevivência do empregado. 

10) Salário bruto é o salario que foi prometido na entrevista ou contratação, é o valor cheio, que deve ser pelo menos um salário mínimo, já o salário líquido é o que realmente chega na sua mão ou cai na sua conta bancária, depois de todos os descontos. Muito cuidado na hora de planejar os seus gastos, conte sempre com o salário líquido.