Páginas

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

A MAIS NOVA, A MAIS VELHA E A MAIS TRISTE

Viver em sites e blogs de cinema me enche de "esse eu tenho que assistir", tá certo, não rola com tanta frequência quando eu gostaria, mas pelo menos três esse ano não decepcionaram, o primeirão e também o mais esperado Os Miseráveis (Les Misérables), incrível, drama e música em uma história muito boa. Já tinha assistido a uma versão anterior, em preto e branco até, Anne Hathaway levou o Oscar e partiu meu coração com I Dreamed A Dream, mas foi a voz de Russell Crowe que me surpreendeu! Depois assisti Indomável Sonhadora (Beasts of the Southern Wild) e entendi porque aquela garotinha tinha chamado tanta atenção, a mais nova indicada ao Oscar de Melhor Atriz, o filme é todo dela, é todo ela e é lindo, é forte e simples. E finalmente Amor (Amour) onde Emmanuelle Riva, a mais velha a concorrer ao Oscar de Melhor Atriz, e  Jean-Louis Trintignant fazem um casal idoso tão bonito, tão cúmplice e tão apaixonado, surpreendidos pela vida e pela idade avançada.
Se eu tivesse um selo de "Assisti, gostei e recomendo" redondo e com as palavras formando um arco em uma espécie de carimbo antigo e cool, eu daria a esses filmes.

4 comentários:

  1. Os três filmes são excelentes! Mas "Amour" me arrebatou, rs

    ResponderExcluir
  2. Se vc curtiu e o Raspante endossou... então é coisa phyna mesmo! Curti as dicas, man! E sim: Mister Boa Sorte é um amuleto pra ninguém botar defeito... hahahaha! Hugz!

    ResponderExcluir
  3. TPMspectiva é vida... hahahaha! Que bom que curtiu, man! Hugzão!

    ResponderExcluir
  4. Aquele cosplay de Ryu é pra encher os olhos e quiçá a mão... hehehe! Boas festas e feliz ano pra ti, guri! Hugz!

    ResponderExcluir