Páginas

terça-feira, 11 de março de 2014

DOCUDRAMA

É um termo pouco familiar pra mim, mas que recentemente tenho visto bastante. Depois de uma breve pesquisa descobri que é mais comum do que imaginava, percebi também que alguns filmes tendem a serem classificados também como docudrama, que segundo o Dicionário de Oxford é "um filme dramatizado baseado em eventos reais e incorporando aspectos de documentário", também chamado de Docuficção.
Vi um trabalho acadêmico que analisa os filmes Carandiru (2003) e Cidade de Deus (2002) como docudrama, blogs que citam as minisséries Maysa (2009), Os Kennedys (2011) e Dercy de verdade (2012) como docudrama e as mais diversas referências a filmes que podem também ser classificados como tal, entre eles: J. Edgar (2011), Titanic (1997), Coco antes de Chanel (2009), Piaf (2007) e os filmes feitos pra TV como Coco Channel (2008), Liz & Dick (2012) e o meu queridinho Grey Gardens (2009).
Recentemente filmes, filmes pra TV, minisséries e séries baseadas em fatos reais tem grande aceitação, e a linha entre o que é somente ficção e o que realmente é verídico é fina de mais pra ver assim, a olho nú, é preciso um certo discernimento, saber quais são os "aspectos de documentário" que precisam estar em uma obra pra ela ser classificada como Docudrama, mas ainda é muito provável rolar uma dúvida a respeito dessa classificação.
A classificação dos filmes e séries sempre foi uma coisa que me chamou muita atenção, já pensei muito sobre isso, pesquisei, tentei escrever, mas é demasiado complicado classificar algumas obras, ficção cientifica, comédia, comédia romântica, comédia dramática, drama, biográficos, policial, aventura, ação, terror, suspense... Caramba é muita coisa pra levar em consideração, fico sempre perdido quando penso nisso.

Um comentário:

  1. Realmente aumentou bastante o número de produções baseadas em fatos reais, e assim como em outras áreas, a "evolução" tem tornado mais complicado colocar as coisas em uma única categoria... engraçado que ainda hoje eu via uma matéria na hora do almoço (no Video Show) falando sobre algumas dramatizações, baseadas em histórias reais, que estão inserindo na novela das 21h00. Acho que isso se enquadra no que você escreveu! ;-)

    Agora que história é essa de "quase crente no amor"?! Alguém que goste de Tiê e JG não pode ser descrente do amor, vambora largar de marra e deixar a vida seguir seu curso Moço! ;-)

    Abração (e obrigado pela visita!)

    ResponderExcluir